terça-feira, 1 de setembro de 2009

OS DEGRAUS


Não desças os degraus do sonho
Para não despertar os monstros.
Não subas aos sótãos - onde
Os deuses, por trás das suas máscaras,
Ocultam o próprio enigma.
Não desças, não subas, fica.
O mistério está é na tua vida!
E é um sonho louco este nosso mundo...


(Mário Quintana)

2 comentários:

  1. Charlotte

    Adorei!
    A simplicidade de umas palavras na sua imensa designação.
    Espantoso!Parabens por postares estas palavras!

    Um bjinho cheio de luar

    ResponderEliminar
  2. Uma jura de amor nasce do peito
    O querer vestiu-de de exaltação
    Um olhar prende um sorriso sincero
    Duas mão procuram a união

    Seguem juntos rumo ao infinito
    Habitam o Templo da imaculada ternura
    Nesta peça ninguém morre, acaba bem
    As deixas são engalanadas pela formosura


    Queres viajar no para sempre...?

    Doce beijo

    ResponderEliminar